Exames cardiológicos: conheça o ecocardiograma transtorácico

Por: - Médico Cardiologista - CRM/SC 4101 RQE 1132
Publicado em 08/09/2018

Exames cardiológicos: conheça o ecocardiograma transtorácico

O ecocardiograma transtorácico é um exame indicado para visualizar detalhadamente a saúde do coração e dentre as variações do ecocardiograma, este é o mais usado na busca da qualidade dos diagnósticos. O ecocardiograma transtorácico é feito com auxílio do ultrassom para verificar a anatomia, medidas e real funcionamento do coração.

De uma forma geral, o ecocardiograma é capaz de avaliar as características do coração em tempo real e pode ser realizado de diversas maneiras, mediante a solicitação do cardiologista.

Dr. Alexander Dal Forno (CRM/SC 13143; RQE 18814/ 9707), cardiologista da Unicardio, esclarece um pouco mais sobre o assunto.

Para que serve o ecocardiograma transtorácico?

Segundo o Dr. Alexander, o ecocardiograma transtorácico é capaz de avaliar o coração de maneira precisa. “Por exemplo, por meio do exame é possível enxergar se o coração possui tamanho normal, como está a sua função de contração, as condições das válvulas e se há dilatação de alguma cavidade do órgão”, explica o especialista.

De acordo com o cardiologista, esse é um exame muito eficaz e nenhum pouco invasivo, além de apresentar riscos quase nulos para o paciente. Assim, não exige preparo para a realização do exame e não há necessidade de suspender medicamentos de uso habitual para realizá-lo.

Quando o exame é indicado?

O ecocardiograma transtorácico é realizado mediante orientação médica, além disso, cada doença terá sua indicação específica, de acordo com cada paciente. “A indicação dos exames irá alterar conforme o sintoma, por exemplo, se houver dor no peito a investigação é uma, se o sintoma apresentado for cansaço outro meio será sugerido e caso seja palpitação, é possível recorrer ainda a outros testes cardíacos. Cada caso é único”. pontua o cardiologista.

Como prevenir doenças cardiológicas?

De uma maneira geral, explica o cardiologista,  a prevenção de doenças cardíacas se dá, principalmente pela conscientização do paciente após a consulta médica e o exame físico. “Basicamente, é importante orientar o paciente para à atenção de mudanças de hábitos no estilo de vida, como os exageros de consumo de bebidas alcoólicas e cigarro, assim como a ausência de exercícios físicos e sobrepeso”, completa.

O avanço dos exames cardiológicos

Graças ao avanço tecnológico dos exames de imagem, atualmente, a precisão dos diagnósticos das doenças cardíacas estão cada vez mais efetivos. De acordo com o Dr. Alexander, as técnicas não invasivas vêm ganhando destaque pela qualidade dos diagnósticos de problemas no coração. “A ressonância do coração, por exemplo, nos dá a impressão de enxergar o órgão quase que a olho nu”, ilustra.

Lembre-se de cuidar da saúde do seu coração, consulte um cardiologista e previna doenças cardíacas. Entre em contato em caso de dúvidas. Aproveite também para fazer o download gratuito do ebook “Proteja o seu coração com a ajuda dos alimentos”.

Material escrito por:
Médico Cardiologista - CRM/SC 4101 RQE 1132

Diretor técnico da Unicardio, o Dr. Harry Correa Filho é formado em medicina pela UFSC e especialista em cardiologia pelo Instituto de Cardiologia de Santa Catarina, onde já foi diretor. É professor de cardiologia na Unisul e Pesquisador de estudos clínicos, como EMERAS, ISIS 4, PARAGON, PLATO e TRILOGY.