Saiba quando se consultar com um cardiologista

15/05/2017 | | publicado por

Saiba quando se consultar com um cardiologista

Examinar o coração não é algo que as pessoas façam com frequência. Até porque muitas nem sabem quando se consultar com um cardiologista. É muito comum que a visita ao especialista seja agendada somente quando uma avaliação cardiológica é solicitada por outro médico ou quando a pessoa suspeita de que o desconforto que tem sentido pode estar relacionado a alguma alteração no sistema cardiovascular.

Esse comportamento não é o mais adequado, já que pode retardar a detecção de doenças que podem ser tratadas ou melhor controladas quando descobertas precocemente. O ideal é que toda pessoa com idade acima de 40 anos realize uma consulta por ano com um cardiologista, para controle da pressão arterial e do nível de  colesterol.

Mesmo que o indivíduo acredite que não haja nada de errado com sua saúde e que esse cuidado seja desnecessário, não deve deixar de agendar e comparecer à consulta, pois ela também serve para prevenir as doenças cardiovasculares (não somente para diagnosticá-las) e sanar as dúvidas existentes em relação ao bom funcionamento do coração.

Dicas de o que fazer quando se consultar com um cardiologista

Quando se consultar com um cardiologista, você, como paciente, e o médico devem esforçar-se para estabelecer uma relação de confiança para que seja possível dialogar honestamente sobre seu estado geral de saúde.

Portanto, antes de escolher um especialista, descubra quais médicos estão localizados próximo a sua casa ou perto de seu trabalho, pergunte a alguém de sua confiança qual profissional essa pessoa recomendaria a você e procure informar-se sobre as qualificações do médico indicado, fazendo, por exemplo, uma busca na internet.

Realize consultas com mais de um profissional, caso considere necessário, até encontrar um cardiologista com o qual você perceba que se estabeleceu uma conexão. Essa afinidade faz toda a diferença na adesão ao tratamento de doenças que possam vir a ser diagnosticadas.

Para cuidar bem de você, o médico precisará que você responda sinceramente a todas as perguntas que ele fizer. As respostas o ajudarão a compreender seu quadro clínico. Em contrapartida, você também tem o direito de questionar o médico a respeito de tudo o que tiver interesse em saber, sem se sentir envergonhado por isso. Prepare uma lista, caso ache necessário, para não esquecer-se de nenhuma pergunta. Despeça-se do médico somente depois de ter sanado todas as suas dúvidas.

Pode ser que, depois da anamnese (conversa inicial), o cardiologista proceda com o exame físico, efetuando a ausculta do tórax e verificando a pressão arterial. Algumas roupas podem dificultar essa parte da consulta, assim, prefira usar camisas ou blusas com botões e mangas largas nesse dia. Esse cuidado também facilita a realização de um eletrocardiograma durante ou previamente a consulta, caso o cardiologista considere pertinente fazê-la.

Ter em mãos exames que, porventura, já tenham sido realizados e receitas médicas antigas ajuda o cardiologista a avaliar seu histórico clínico. Lembre-se de que pessoas idosas e menores de 18 anos devem estar acompanhadas para realizar qualquer consulta médica.

Guia do coração: cuidado e prevenção

Material Educativo

Guia do coração: cuidado e prevenção

Baixar