Elastografia hepática por ultrassom

O diagnóstico e o controle evolutivo das doenças do fígado podem ser realizados por exames laboratoriais, exames de imagens e biópsia.

A elastografia por ultrassom ou ultrassônica é um exame que ajuda a quantificar o grau de rigidez do fígado.

O aumento da rigidez hepática (do fígado), pode indicar a presença de fibrose severa/cirrose, condições irreversíveis associadas à falência deste órgão e risco de câncer.

A elastrografia por ultrassom, apresenta uma alternativa segura e eficaz à biópsia hepática para avaliação inicial e seguimento de diversas doenças do fígado. Diferentemente da biópsia, este exame é: rápido, indolor, seguro e sem complicações.

O exame dura em torno de 15 minutos e assemelha-se a um ultrassom do abdome, sendo realizado pelo mesmo aparelho e com preparo similar (jejum de pelo menos 4 horas). Não é preciso suspender qualquer medicamento de uso contínuo.

O fígado é essencial na digestão dos alimentos, remoção de substâncias tóxicas do corpo, armazenamento de glicose e produção de proteínas. Várias doenças podem provocar danos irreversíveis no fígado/cirrose. Os principais exemplos:

– Gordura no fígado (doença hepática gordurosa não alcoólica). Relação com sobrepeso/obesidade, diabetes tipo 2/pré-diabetes e triglicerídeos/colesterol elevados.

– Hepatite B ou C.

– Hepatite alcoólica.

Muitos pacientes com doença hepática crônica não apresentam sintomas, por isso são diagnosticados tardiamente. Lembre-se, realize acompanhamento médico periódico.

AGENDAR