Cálcio: a importância para a saúde dos ossos e a relação com a osteoporose

Por: - Endocrinologista - CRM/SC 7564 RQE 3776
Publicado em 13/08/2019 - Atualizado 16/08/2019

Cálcio: a importância para a saúde dos ossos e a relação com a osteoporose

O cálcio é um mineral fundamental para a saúde dos ossos. O esqueleto armazena 99% do estoque de cálcio no organismo.

Uma boa ingestão de cálcio é imprescindível para a renovação óssea: o ideal é, pelo menos, 1.000 miligramas por dia – o equivalente a quatro porções lácteas.

Embora outros alimentos também tenham alto teor de cálcio, como brócolis e folhas verde-escuras, o nutriente é mais abundante em leite e derivados.

Estudo recente da Fundação Internacional de Osteoporose mostrou que, os brasileiros consomem em média 505 mg de cálcio por dia, ou seja, aproximadamente metade da quantidade necessária por dia.

 

Tenho intolerância a lactose, o que fazer?

Muitas pessoas diminuem a ingestão de leite ou até mesmo param de ingerir produtos lácteos após o diagnóstico de intolerância à lactose. Nesta condição, o ideal seria utilizar a versão sem lactose destes produtos, ou complementar com suplementos que contenham cálcio na composição.

A baixa ingesta de cálcio leva o organismo a tirar cálcio do osso para manter os níveis normais do mineral no sangue. Quando o osso se torna frágil e poroso, temos a condição denominada osteoporose.

 

Osteoporose: o que é?

A osteoporose é uma doença silenciosa e não apresenta sintomas. Muitas vezes o problema só é detectado em estado avançado, com a deformação de ossos que provoca dor crônica ou quando aparece uma fratura.

Além do cálcio, é muito importante para manter o osso saudável, ter níveis adequados de vitamina D, realizar atividade física, ingerir álcool com moderação e não fumar.

 

Quem tem maiores chances de ter osteoporose?

– Pacientes com doenças da tireoide e paratireoide;
– Diabetes;
– Doença celíaca;
– Pacientes que utilizam cronicamente o corticoide;
– Mulheres na menopausa.

 

Conheça os alimentos ricos em cálcio

Leite: Além de fornecer cálcio, o leite é fonte de riboflavina (vitamina B2), vitamina B12, vitamina A, tiamina, vitamina B6 e minerais como fósforo, potássio, zinco e magnésio.

Iogurte: Ótima fonte de probióticos, importantes para a regulação do trânsito intestinal, o iogurte também contém proteínas, vitamina D e de cálcio.

Queijos: Os queijos se destacam pelo alto teor de proteínas, de minerais, como cálcio, zinco e potássio, e de vitaminas A, B e D. Dê preferência para os queijos brancos.

Sardinha: tanto o cálcio quanto o fósforo, são fornecidos em quantidades grandes, assim como proteínas e ômega 3.

Outros alimentos como salsa, grão de bico, amêndoas também fornecem cálcio para o organismo.

 

Veja também: A importância da avaliação nutricional

 

O médico endocrinologista é especialista no tratamento da osteoporose, e capacitado para afastar possíveis causas secundárias.

 

Na Unicardio, contamos com especialistas que podem orientar na prevenção e no tratamento desta condição tão frequente e incapacitante. Fique à vontade para agendar uma consulta.

Material escrito por:
Endocrinologista - CRM/SC 7564 RQE 3776

O Dr. Paulo de Tarso é formado em medicina pela UFSC e especialista em Endocrinologia e Metabologia pelo Hospital Brigadeiro de São Paulo. O médico é Presidente da Câmara Técnica de Endocrinologia do CRM, também, desde 2013.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.