Sintomas de problemas no coração dos jovens: quando começar a se preocupar?

Por: - Médico Cardiologista - CRM/SC 6716 RQE 2959
Publicado em 16/11/2022

Sintomas de problemas no coração dos jovens: quando começar a se preocupar?

Quando você pensa em doenças cardíacas, o que vem à sua mente é uma pessoa idosa? É melhor mudar essa crença, pois as enfermidades podem atingir a população de qualquer idade. Portanto, todos devem se cuidar e conhecer os sintomas de problemas no coração.

Jovens, como as pessoas com menos de 40 anos (faixa etária em que, antigamente, era o marco para o início de alguns problemas cardíacos) podem enfrentar infarto, insuficiência cardíaca, bloqueio de vasos sanguíneos e, infelizmente, até a morte súbita.

A situação é grave, mas precisamos lidar com ela por meio de informações de qualidade. Então, criamos este material para te mostrar quais são os sintomas de problemas no coração em jovens e, assim, buscar ajuda no momento certo.

Conheça as estatísticas de doenças cardiovasculares

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). A entidade revela que cerca de 1,1 mil brasileiros perdem a vida, por dia, em razão desses problemas.

A população jovem também está inserida nestes números. O Ministério da Saúde apontou que, de 2010 a 2019, os casos de infarto em pessoas com menos de 40 anos aumentaram em 59%.

Precisamos ressaltar que o estilo de vida atual está por trás desses dados. Afinal, o sedentarismo, o sobrepeso, má alimentação, doenças crônicas – como diabetes e hipertensão – e o estresse se fazem presentes na vida das pessoas com menor idade.

A diabetes, por exemplo, já afeta cerca de 16 milhões de brasileiros, segundo o Ministério da Saúde. Para 2030, a expectativa é que essa taxa aumente para 21,5 milhões! Vale lembrar que os níveis elevados de glicose prejudicam os vasos sanguíneos e, consequentemente, o bombeamento do sangue pelo coração.

Já a obesidade, outro fator de risco para as doenças cardíacas, está na vida de 19,8% da população brasileira, como mostra um levantamento da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso). Enquanto isso, o sobrepeso, estágio inicial do problema, afeta 55,4%.

São números preocupantes, mas não podemos ficar parados. Temos que aprender mais sobre o assunto!

Os sintomas de problemas no coração

Conhecer os sintomas de problemas no coração entre os jovens é algo fundamental para poder se proteger e combater as taxas que só aumentam. Portanto, confira a lista dos sinais de alerta:

  • cansaço sem motivo: um indicativo de que o coração não está bombeando sangue corretamente;

  • dificuldade para respirar, pela mesma razão mencionada acima;

  • dedos azulados, também pela má circulação;

  • dores no peito, que se espalham pelos braços, ombros e mandíbula;

  • tonturas e desmaios, pelo baixo fluxo de sangue no cérebro;

  • sensação do coração batendo em um ritmo acelerado ou mais devagar;

  • náuseas e vômitos;

  • tosse persistente, gerada pelo excesso de líquido nos pulmões, causado pelo funcionamento ruim do coração;

  • suor frio;

  • problemas na gengiva;

  • não conseguir fazer exercícios físicos como as pessoas da mesma idade.

Leia também: O que fazer quando sentir o coração acelerado?

Infarto em jovens

Como mencionamos anteriormente, os problemas no coração em jovens estão aumentando e um deles é o infarto, caracterizado pela interrupção do fluxo sanguíneo para o coração.

Ao contrário do que muitos acreditam quando acomete os idosos, o infarto costuma ser menos grave. Isso porque, com o passar do tempo, em que as artérias ficam obstruídas por placas de gordura, o organismo das pessoas mais velhas vai criando vasos periféricos para continuar levando o sangue ao órgão.

Nas pessoas com menor idade, não há tempo para isso acontecer. Assim, a obstrução do sangue é mais maléfica ao coração, portanto, não pense que o infarto será algo “simples” em um paciente mais jovem. Fique atento aos sintomas que listamos e, ao presenciá-los, procure ajuda médica imediatamente.

Antes dos sintomas de problemas no coração aparecerem, faça um check-up!

Como já dizia o ditado: prevenir é melhor que remediar. Portanto, não espere os sintomas de problemas no coração para se cuidar. Primeiro, é preciso manter bons hábitos de vida, como uma alimentação saudável, prática de exercícios físicos, evitar o estresse e não se automedicar. Além disso, controlar a diabetes e hipertensão.

Claro que o check-up médico, com consultas e exames periódicos, não deve ficar de fora. O mais recomendado é que os homens, a partir dos 45 anos, e as mulheres, com 50 anos ou mais, marquem consultas anualmente.

No entanto, caso você tenha histórico de doenças cardíacas na família e os sintomas que mostramos, tome esse cuidado.

Na Unicardio, os nossos médicos cardiologistas estão à disposição para cuidar bem de você. Também realizamos vários exames importantes para verificar a saúde do coração, como eletrocardiograma e teste ergométrico.

Leia também: Como é a consulta com o cardiologista

Tem alguma dúvida sobre os sintomas de problemas no coração?

Você ficou com algum questionamento sobre os sintomas de alerta para problemas cardíacos? Pergunte para os nossos especialistas! Basta acessar o site da Unicardio e fazer a sua pergunta. Não deixe de se cuidar!

Material escrito por:
Médico Cardiologista - CRM/SC 6716 RQE 2959

Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) (1989-1995); Residência em Clínica Médica no Hospital Universitário da Universidade...

    Inscreva-se em nossa newsletter

    Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.